gototop

Glossario

A

ADMINISTRAÇÃO: A palavra Administração vem do latim, ad (junto de) e ministratio (pretação de serviço) e significa a ação de prestar serviço ou ajuda. Modernamente, administração representa todas as atividades relacionadas com planejamento, organização, direção e controle.

 

ADMINISTRAÇÃO PARA DESASTRES: Componente do sistema social constituído pelo planejamento, a organização, a direção e o controle, aplicado nas atividades relacionadas com a redução de desastres.

 

ALARME: Sinal, dispositivo ou sistema que tem por finalidade avisar sobre a presença real ou risco iminente de um evento adverso.

 

ALERTA: Situação declarada com fim de tomar providências específicas devido a possibilidade de um evento adverso a curto prazo.

 

AMBIENTE: Meio físico e clima geral no qual as pessoas desempenham seu trabalho.

 

AMEAÇA: Estimativa da ocorrência e magnitude de um evento adverso, expressa em termos de probabilidade estatística de concretização do evento e da provável magnitude da sua manifestação. (DOU 1/95).

 

Fato ou situação, natural ou provocada pelo homem, que tem a potencialidade de causar dano a uma pessoa, objeto ou sistema (vulnerável) exposto. (OFDA)

 

ANÁLISE DE RISCOS: Identificação e avaliação tanto dos tipos de ameaça como dos elementos vulneráveis, dentro de um determinado sistema ou região geográfica.

 

AUTORIDADE: Poder de tomar decisão e fazê-las cumprir.

 

C

COMUNICAÇÃO: Processo de efetuar um intercâmbio de entendimento entre duas ou mais pessoas.

 

CONTROLE: Comparação do desempenho real do processo administrativo com padrões pré-estabelecidos, detecção e medição de desvios e aplicação das ações corretivas.

 

COORDENAÇÃO: Harmonização e sincronização de esforços, individuais e de grupos, para o alcance de um objetivo comum.

 

D

DELEGAÇÃO DE FUNÇÕES: Atribuição de funções próprias do administrador, que esse faz outra pessoa.

 

DESENVOLVIMENTO: Aumento acumulativo e durável de quantidade e qualidade de bens, serviços e recursos de uma comunidade, vinculado a mudanças sociais, que tende a melhorar a segurança e a qualidade de vida, sem comprometer os recursos das gerações futuras.

 

DEPARTAMENTALIZAÇÃO: Agrupamento de atividades que melhor contribui para o alcance dos objetivos da instituição e das unidades individuais.

 

DIREÇÃO: Fase do processo administrativo que determina a autoridade e a responsabilidade de impulsionar e coordenar as atividades dos indivíduos e dos grupos, orientando-os para o alcance dos objetivos da instituição.

 

E

ESTRUTURA: Série de relações estabelecidas para situar e orientar o pessoal na função de executar seu trabalho dentro das normas fixadas pela instituição

 

EVENTO ADVERSO: Ocorrência externa ou interna ao sistema, envolvendo fenômenos da natureza, atos humanos ou desempenho de equipamentos, que causa distúrbio ao sistema. Fenômeno causador de um desastre.

 

G

GRUPO: Conjunto de pessoas que se encontram em mútuo contato e interação e que também tenham consciência de certo assunto, objeto ou situação comum de importância.

 

L

LIDERANÇA: Padrão de comportamento orientado a integrar esforços e interesses pessoais e institucionais na busca de um objetivo.

 

M

MANUAL DE FUNÇÕES: Documento que descreve a missão, funções e relações das unidades de trabalho e suas obrigações.

 

MOTIVAÇÃO: Forma de conseguir que cada pessoa cumpra seu trabalho com entusiasmo, porque deseja fazê-lo.

 

O

ORGANIZAÇÃO: Sistema de relações entre funções, pessoas e fatores físicos, para ordenar e dirigir os esforços para os objetivos da instituição.

 

ORGANOGRAMA: Gráfico que indica os níveis de organização, os nomes da unidade de cada nível e as relações entre eles.

 

P

PESSOA: Elemento fundamental e criativo do sistema, que imprime à organização seu caráter particular e distinto.

 

PLANEJAMENTO: Fase do processo administrativo que consiste em formular objetivos, destinando estratégias, atividades e recursos para alcançá-las.

 

PLANO: Expressão escrita dos objetivos, bem como dos recursos, estratégias e atividades para alcançá-los.

 

PREPARAÇÃO: Conjunto de ações desenvolvidas para minimizar os efeitos dos desastres e otimizar as ações de resposta e reconstrução. (DOU 1/05)

 

Conjunto de medidas e ações para reduzir ao mínimo as perdas de vidas humanas e outros danos, organizando oportuna e eficazmente a resposta e a reabilitação. (OFDA)

 

PREVENÇÃO: Conjunto de ações cujo objetivo é impedir ou evitar que eventos adversos naturais ou gerados pela atividade humana, causem desastres. (DOU 1/95)

 

Conjunto de ações destinadas a reduzir a ocorrência e a intensidade de desastres naturais ou humanos. (OFDA)

 

PROBLEMA: Desvio ou diferença entre o que é, o que se deseja ou se necessita que seja; ou entre o que se conhece e o que se necessita conhecer.

 

PROGRAMA: Conjunto de atividades afins entre si, com objetivos que contribuem para o alcance dos planos a que pertencem.

 

PROJETO: Agrupamento de atividades derivadas do plano ou do programa com objetivos específicos, um financiamento assegurado e um tempo preciso.

 

R

RECONSTRUÇÃO: Processo de recuperação a médio e longo prazo dos danos físicos, sociais e econômicos a um nível de desenvolvimento igual ou superior ao existente antes do evento adverso. (DOU 1/05)

 

Conjunto de ações desenvolvidas após as operações de resposta ao desastre e destinadas a recuperar a infraestrutura e a restabelecer, em sua plenitude, os serviços públicos, a economia da área, o moral social e o bem-estar da população. (OFDA)

 

RELAÇÕES: Correspondência e interação entre as pessoas e entre estas e seu trabalho.

 

RESPONSABILIDADE: Obrigação e compromisso de cumprir, da melhor forma possível, as tarefas recebidas e de dar conta delas.

 

RESPOSTA: Conjunto de ações desenvolvidas imediatamente após a ocorrência de um desastre e caracterizadas por atividades de socorro e de assistência às populações vitimadas e de reabilitação do cenário do desastre, objetivando o restabelecimento das condições de normalidade.

 

REUNIÃO: Agrupamento de pessoas que compartilham a função de atingir um objetivo num dado tempo.

 

REUNIÃO DE TRABALHO: Agrupamento de pessoas convocadas para tratar temas que envolvam um ou mais componentes de uma instituição, contribuir para a sua análise, formular alternativas, escolher e implementar cursos de ação.

 

RISCO: Relação existente entre a probabilidade de que uma ameaça de um evento adverso ou acidentes determinados às concretize, com o grau de vulnerabilidade do sistema receptor a seus efeitos. (DOU 1/95)

 

Probabilidade de ocorrer um dano quando a ameaça atua sobre um elemento ou situação vulnerável. (OFDA)

 

T

TRABALHO: Conjunto de ações intelectuais e psicomotoras para satisfazer necessidades daqueles que as realizam.

 

TOMADA DE DECISÕES: Escolha de uma opção para determinar um curso de ação.

 

V

VULNERABILIDADE: Relação entre a magnitude de uma ameaça, caso ela se concretize, e a intensidade dos danos resultantes. (DOU 1/95)

 

Característica intrínseca de uma pessoas, objeto ou sistema que corresponde à sua disposição de ser danificado. (OFDA)

 
VOCÊ EST? AQUI: Início Defesa Civil Glosário