gototop

Baixa umidade do ar

Umidade relativa é definida como a relação de água no ar ambiente para a quantidade total de umidade que pode ser carreada no ar numa determinada temperatura ambiente, expressa como percentual. Por exemplo, 40% de umidade relativa significa que o ar ambiente contém apenas 40% da capacidade desse ar em carrear umidade numa determinada temperatura.

Em poucas horas de exercício árduo no calor, a perda de água, ou desidratação, pode alcançar proporções de que impeçam a dissipação de calor e comprometam profundamente a função cardiovascular e a capacidade de trabalho. Para uma pessoa aclimatada, a perda de água pela sudorese pode alcançar um máximo de aproximadamente 3 litros por hora durante um trabalho intenso e uma média de quase 12 litros diários.

Os maratonistas freqüentemente experimentam perdas líquidas superiores a 05 litros durante a competição. Para esses atletas, a perda representa de 6% a 10% do peso corporal.
Déficits da água corporal de apenas 1,5 litro são tolerados pelos adultos sem qualquer resposta fisiológica anormal, porém uma perda líquida equivalente a apenas 1% do peso corporal está associada com um aumento significativo na temperatura retal em comparação com o mesmo exercício realizada com hidratação normal.

Quando a perda de água alcança 4% a 5% do peso corporal, observa-se um distúrbio nítido na capacidade de realizar trabalho físico e na função fisiológica.

Em atividades como corridas de longa distância poderá ser virtualmente impossível igualar a perda de líquidos com a ingestão de líquidos, pois apenas cerca de 800 ml de líquidos podem ser esvaziados pelo estômago a cada hora durante um exercício enérgico. Isso é insuficiente para igualar uma perda líquida que pode alcançar uma média de quase 2 litros por hora. Assim, deve ser feita monitorização atenta durante o exercício, mesmo quando se lhes permite livre acesso à água.

Deve ser lembrado ainda que em competições desportivas extenuantes, sobretudo quando o atleta está competindo dentro da água, há aumento considerável da temperatura corporal. No caso do nadador inclusive, devido seu corpo estar dentro da água, o mecanismo de evaporação para reduzir a temperatura corporal está bastante prejudicado, fazendo com que haja elevação da temperatura corporal a partir de 34,5 graus centígrados.

O exercício físico praticado por algumas pessoas desejosas de "perder peso" de forma "mágica", utilizando com este fim, agasalhos e plásticos envoltos no corpo, constitui prática perigosíssima, dado o risco extremamente alto de internação, por absoluta impossibilidade de perda de calor, seja por evaporação ou por convicção, uma vez que o agasalho irá reter o suor.

Além disso, é grande também a possibilidade de desidratação, sobretudo se o exercício for praticado durante períodos de calor.

O ar estando seco, como no período que ora se inicia, em Brasília, predispõe, além do que já foi dito, à problemas respiratórios. A mucosa nasal, ao entrar em contato com o ar seco, tende a torna-se seca também, advindo desconforto, além de possibilitar pequenos sangramentos nasais. Assim, é conveniente que as pessoas ao sentirem desconforto nasal, dando inclusive sensação de obstrução nasal, utilizem o soro fisiológico, através de 2 a 3 gotas em cada narina, visando promover uma umidificação da mucosa nasal. Estão formalmente contra-indicados, a menos que sob prescrição médica, a utilização de anti-descongestionantes nasais, que poderiam, ao invés de trazer benefícios, causar problemas ao seu usuário. Estando o ar além de seco, frio, é fundamental a prevenção contra resfriados e outras infecções respiratórias.
Deve-se proteger também as extremidades, principalmente as orelhas, os lábios, os pés e as mãos. O frio seco cauda grande desconforto causando as "rachaduras" de lábios e sensação de congelamento de orelhas e nariz.

Obtém-se razoável proteção dos lábios, a utilização de substâncias como a vaselina, usada topicamente. A proteção das orelhas com gorros, principalmente durante a noite, evita não só o desconforto, mas, também as "dores de ouvido", freqüentemente relatadas pelas pessoas. Devemos lembrar ainda que em Brasília, os ventos são freqüentes e muitas vezes, apesar do termômetro estar marcando temperaturas não tão baixas, a sensação de frio é intensa, dando o mecanismo conhecido por sensação térmica.


Cuidados especiais que devem ser dados às crianças:

 

  • Estando o clima quente e seco, líquidos devem ser oferecidos freqüentemente e os exercícios físicos limitados.

 

  • Estando o clima frio e seco, tomar todas precauções como as já descritas, evitando sair com as crianças durante a noite, quando a temperatura está mais baixa.

 

  • Adolescentes e adultos jovens que tem crises asmáticas desencadeadas pelos exercícios, devem evitar os mesmos neste período de seca, uma vez que a causa parece estar relacionada à súbita entrada de ar seco e frio nas vias respiratórias, estimulando os receptores irritados da mucosa brônquica.

 

  • Na presença de quaisquer sintomas, procurar um Posto de Saúde ou Hospital mais próximo de sua residência e não se automedicar.
 
VOCÊ EST? AQUI: Início Defesa Civil Alertas Preventivos Baixa umidade do ar